Chegou dezembro

Chegou dezembro

Frio e molhado

Procura um regaço

Um lugar aconchegado

Onde aquecer o tempo

Para sentir de novo a pele

No corpo pelo vento moldado.


Chegou dezembro

Mas a casa está vazia

Fechada e sem companhia

Não há quem a venha habitar

Faltam abraços para reconfortar

O ano está cansado e triste

A pandemia não o deixa sossegar.

Soa a Silêncio

Soa a silêncio

A chuva que embala o outono

Folha a folha vai molhando

E os dias desbotando,

Ecoa a sossego

A brisa que na pele vai caindo

E o olhar vai despindo,

Soa a agasalho

O tempo que nos faz amadurecer

A cada estação renascer.

Passo a Passo

A cada passo

Sinto a liberdade das árvores

Invadirem o espaço que é do céu,

O rasgar do vento

Que penetra em cada momento

No agitar da folhagem

Que bate forte no silêncio

Levando e trazendo a aragem

Como se fosse roubar o pensamento.



A cada passo

Piso o chão preso pelas raízes

Que sustentam a altivez do teu corpo

E o meu olhar fica a flutuar

Entre a quietude do azul do céu

E as folhas verdes que o vão enamorar,

Pela distância tudo parece sereno

As árvores continuam crescendo

E o caminho vai-se fazendo.


Passo a Passo…

Somos dias…

ryosuke-yamaguchi-496639-unsplash

Mais um dia que amanhece
Vestido com asas
Tanto aparece como desaparece
Com pressa de chegar
Onde a felicidade se deixa apanhar.

Mais um dia que anoitece
Despido ao luar
Tanto adormece como espairece
Com vontade de sonhar
Até encontrar um lugar para pousar.

O olhar da chuva

girl-3545894_960_720

Não sei se será o frio
Ou talvez o arrepio
Que faz ventar o dia
E alimenta a correria
Da chuva que cai sem parar
E na terra se vem abrigar.

É o céu que silencia
O barulho da chuva que não finda
Gota a gota mudam os odores
E a beleza que acolhe a natureza
Veste-se de olhares e novas cores
Além da chuva que cai ainda…

Talvez o outono…

maple-leaves-690233_960_720

Se o outono soubesse
Que o meu coração entristece
Tal como o dia escurece
E que o meu corpo rodopia
Tal como o vento assobia
Talvez o outono quisesse
Levar-me como uma folha
Num voo que só ele conhece.

Se o outono soubesse
Que a minha alma engrandece
Sempre que o sol aparece
E que a minha pele floresce
Tal como a vida cresce
Talvez o outono pudesse
Despir o olhar que esmorece
Reavivar a memória que envelhece.

Entrego-me ao outono
Como se ele soubesse
De mim… Talvez

Primavera!

spring-3347189_960_720

Agora que a primavera chegou
E o inverno já se sente recolhido
O corpo inverte o sentido
Rumo à nova estação
Onde o coração se veste de cor
E a pele floresce
Como se fosse uma flor.

Agora que o inverno acabou
E a primavera já se instalou
O olhar despe-se do frio
Abriga-se na beleza
No toque do perfume verdejante
Que o oficio da natureza
Espalha numa simbiose radiante.

Uma doce leveza se plantou
Dentro de mim
O amor despertou
Agora que a primavera chegou…

…entre voos…

spring-179599_960_720

A vida passa pela espessura
Que cobre as paredes dos dias
O tempo espreita pela ranhura
Por onde os anos atravessam
Levando as horas pelo caminho,
E neste vai e vem constante
Esvoaçamos como pássaros
Num bater de asas
Contra a corrente do tempo
Para quebrar a fechadura
Levantar voo e voar
Criar pouso e repousar!

Brisa…

girl-1082212_960_720

Vejo-te a enrolar as ondas do mar
Sinto-te a assentar a poeira do ar
Escondes-te no meu cabelo
Que cede ao teu rodopiar
Esvoaçando para te agasalhar.

O meu corpo apega-se ao respirar
Do sopro que cai na minha pele
Toca nos poros até os arrepiar
Cruzo o meu olhar com o teu pensar
Nesse vai e vem constante de viajar.

És brisa
Levas as memórias que o tempo apagou
Liberto-me no aroma da tua aragem
Ganho leveza na minha bagagem
Agarro a vida que ainda não passou…

Amanhecer

waters-3262598_960_720

Aquieto-me
Com a última réstia de sol
Que espreita pela frincha
E se derrama no meu rosto
Contemplando o vagar
Do corpo que descansa
Sobre o dia quase findo
Que pousará no horizonte
Onde a luz recolhe
E levará o entardecer
A cair no anoitecer.
Aquieto-me
No olhar que se despe
Na inocência da madrugada
E reveste de sombra a noite
Até ao nascer das horas
Que acordam o amanhecer.