Um Feliz Natal!

Vivemos em tempos avançados

Somos pela tecnologia conectados

Mas este ano estamos confinados.


Somos revestidos de sonhos e criatividade

Damos largos passos com autenticidade

Mas este ano roubaram-nos a liberdade.


Temos amor para dar e receber

Um coração enorme para entender

Que neste Natal continuamos a viver.


Que as palavras esvoacem

E o mundo inteiro abracem

A todos um Feliz Natal!

Tempo de Afetos

josh-harrison-jY_fTS7ZE98-unsplash (1)

Os dias vão tombando
Uns a seguir aos outros
Até caírem no findar
Do ano prestes a terminar.

Temos dezembro a festejar
O aconchego da família e do lar
A época do Natal para vivenciar
E os afetos desembrulhar.

Escasso o tempo que passa
Por entre as ruas de multidão
Rostos agitados e apressados
Correm os dias em plena agitação.

São horas de comprar os presentes
Criar laços de luz e de amor
Não deixando o coração de sofrer pela dor
Da saudade pelos que já não estão em redor.

O olhar abraça com brilho a tradição
A importância de dar e receber com gratidão
Saborear a felicidade de manter a união
Viver de verdade dando tempo a esta estação.

Os dias continuam a tombar
E este ano está prestes a terminar
Dando tantos outros dias
Ao novo ano que irá começar.

O melhor presente que podemos ter
É sonhar que cada dia seja vivido
Com essência e autenticidade de ser
De mãos dadas com o tempo para não o perder.

Olá Dezembro!

diette-henderson-465350

Olá Dezembro
Tão triste foi o meu novembro
Cravou de dor o meu coração
Arrancou parte de mim
Deixou-me uma ferida que dói
Que sangra e que mói
Faz perder o sentido e a razão
Difícil aceitar a vida assim.

Olá Dezembro
Terminas mais um ano
És mês de afetos e alegria
De partilha e de juntar a família
De dar e receber presentes
Relembrar os que estão ausentes
Nesta época festiva e especial
Recheada de emoção e tradição.

Olá Dezembro
Vais receber a visita do pai Natal
Cenário mágico para os pequeninos
O mundo crescido é mais real
Pudesse eu desembrulhar
Luz para me iluminar
Fortes abraços a aconchegar
Paz para me tranquilizar.

 

 

Feliz Natal!

cropped-the-gift-3-cc3b3pia3

Vou escrever um postal
A desejar-te um feliz natal
Como acontecia na minha infância
Para celebrar e reduzir a distância
Dos afetos nesta época especial.

Ano após ano será sempre Natal
Mas o meu deixou de ser igual
Será por não acreditar no Pai natal?
Ou porque se tornou menos real.

As luzes continuam a brilhar
Mas deixaram de nos iluminar
Trocamos o ser pelo ter
E o dar pelo receber.

Falta-nos tempo para os presentes
Para quem nos aquece o coração
Tantas vezes estamos ausentes
Apressadamente e em contramão.

Mesmo que o meu Natal não seja igual
Que seja mais humano, menos artificial
Que tenha muitos laços de felicidade
E que os nós sejam atados com verdade.

Feliz Natal!

Natal

natal

Como brilham as estrelas
O olhar irradia magia
Que nos transporta e contagia
Para um mundo de sonhos e fantasia.
Vamos cumprir a tradição
Unir o mundo num abraço
Diminuir a distância e o espaço
Fazer das palavras a ponte da união.
Acendem-se as luzes
Com beleza ilumina-se a alma
Entre as cores e o brilho deduzes
Que o momento é de paz, amor e calma.
Vamos oferecer um sorriso
De alegria rechear o coração
Quebrar o silêncio em riso
Desembrulhar o Natal com paixão.
O frio torna-se aconchegante
Entre crianças, família e amigos
Não haverá presente mais gratificante
Que o valor dos afetos vivo e constante.
É tempo de ser e saber dar
De uma mensagem de amor partilhar
É meu e teu, é de todos este Natal
Sejam felizes, também nesta época especial.