Será fevereiro

E sem mais demoras

Entre os dias e as horas

O coração despede-se de janeiro

E já bate à porta fevereiro

Que ainda traz a luz acesa de inverno

Mas bem mais frágil e terno

Que o seu costume habitar.


Pressinto um fevereiro confidente

Em todas as frestas há sussurros de paixão

As madrugadas serão lentas

E o amor será o fruto do coração.


Será fevereiro…