Feliz Natal

E assim desfilaram os meses

Neste ano a terminar

Abraçamos o Natal

E damos ao coração motivos para festejar



Tocam os sinos

Erguem-se as palavras

Une-se o tempo

A poesia acontece

Entre gestos e reflexão

No presente dos presentes

Na saudade pelos ausentes,

Vivemos o amor

Na união pela união

Desembrulhamos o que há de melhor

Saboreamos o ser de cada ser

Nesta época especial

Celebramos o Natal.

… Tempo …

Quando as palavras não saem

São as lágrimas que caem

Só o silencio me consegue ouvir

E só o coração me pede para não desistir.

Há dias em que o tempo não está para sorrir

Perco o alcance do que tinha alcançado

Procuro-me para me voltar a encontrar

E nesta viagem,

Poemas melhores hão de vir

Acredito que as palavras nem sempre me traem

E o tempo é uma constante

Liberto-me de lugar em lugar.

Dezembro

Chegou dezembro

Coberto de frio

Adivinhando o inverno

No alto do seu ar pomposo

Não se sentindo menos majestoso

Por ser o último a chegar.


Traz o aconchego do lar

Abraça histórias do ano prestes a findar

Sem tristeza de ver as folhas caindo

Abre espaço para ver a família reunindo

São dias vestidos de luz e união

Dezembro completa-se com muito amor no coração.

…Rodopiando…

Saboreio o brilho do teu olhar
A rodopiar no meu sorriso
A magia que se estende no meu rosto
Coberto de ingenuidade
Ao entregar-se de improviso
Enquanto o meu corpo vagueia
Entre o retrato de menina a mulher
E tropeça na suavidade das palavras
Ditas pelo cruzar do nosso andar.

Gosto de te ver quando me vês
E de sentir a nudez do teu olhar
A penetrar na minha timidez…