Amor para a vida

Pudesse eu ser asa

Para te deixar voar

Pudesse eu ser casa

Para acolher o teu pousar

Pudesse eu ser uma estrela

Para o teu caminho iluminar

Soubesse eu ser a leveza

Para a dureza da vida apagar

Soubesse eu ser o sol

Para fazer o teu dia brilhar

Pudesse eu ser a pele

Para a tua pele agasalhar

Soubesse eu colher a felicidade

Para como presente te dar

Para que saibas

O meu amor por ti jamais vai acabar

É semente para uma vida toda durar.

A vida a florir

O dia amanheceu a florir

Abri as cortinas para o sol entrar

O silêncio da noite foi saindo devagar

Senti os poros da minha pele a brotar


O corpo acorda e reage ao dia

Como se fosse uma flor de um jardim

Talvez um malmequer, um lírio ou jasmim

Absorvo o perfume e guardo-o em mim


Sigo a raiz que faz os dias florescer

Mas nem sempre entendo o seu crescer

Por vezes o que é certo faz-me perder

E o acaso dá-me tempo para escolher


A cada passo

Há um dia a florir, o corpo a reagir

E a vida a fluir…

…Entre aromas…

Recolhi os aromas da minha infância

Semeados na cadência do tempo

Com eles soltaram-se os sonhos

Os segredos soletrados às estrelas

A inocência da idade

Que voava nas asas do vento,

Cada dia tinha um sabor

Um novo alento,

E as horas pousavam devagar

Livres,

Dentro do meu olhar

Guardo esta cumplicidade

Com saudade…