Será Verdade?

Será verdade

Que temos a memória

Talhada de pedaços

A pele carregada

Como uma silhueta de estilhaços

E o corpo vagueia

Num corredor de mentiras

Entre lapsos de tempo

Corrosão de cansaços

Lágrimas escondidas

Palavras perdidas

Horas fugidas

E promessas quebradas

Será verdade?