Descobrir

dmitry-bayer-744523-unsplash

 

 

Pouso o silêncio
Calam-se as palavras
Ouço o eco profundo
Que transporta o pensamento
E agita o corpo como o vento
No desnudar da minha pele
Surge um grito de chamamento
Um apelo a descobrir
O rasgar que vem de dentro
O que o olhar não consegue ver
Apenas a alma no seu entender
Dá a conhecer,
Serei eu capaz de te mostrar?