Confidências…

pine-watt-412305

“Não sou mais do que vês em mim
Tracei um caminho que me levou
E me libertou num poema assim…”

 

Hoje sou o que nunca fui
Trago no olhar o que nunca vi
Encontrei palavras que nunca esqueci
Relembrei sonhos que ficaram por aí
Esquecidos, talvez perdidos
Entre pedaços de caminhos percorridos.
Ontem fui o que hoje sou
Rosto que o tempo transformou
Abraços que o vento levou
Silêncios que o coração libertou.
Sou o amanhã e para onde vou
Levo comigo a raiz que brotou
Sem medo do que para trás ficou
Importa o agora e com quem estou
Caso o amor que recebo com o que dou.