Livre

balloon-1046658_1920

Livre
Em permanente mutação
Entre os que ficam e os que vão
Não morre a liberdade
Ainda que reste a saudade
Dos que ficam no coração.

Livre
Tal como o vento
Que no seu agitado movimento
Oxigena e germina vida
A cada passagem ou partida
Refresca a alma e o pensamento.

Livre
No meu jeito de ser
Haverá sempre um dever
Que me prende à realidade
Sendo o alicerce a liberdade
Para eu crescer e viver.

Livre
Sigo a essência que me alimenta o ego
Tantas vezes sem destino navego
É aí que me despertam os sentidos
Até então, pelo tempo detidos
Livremente respiro e sossego.