Quero ser a tua flor

hydrangea-846256_960_720

Esqueceste-te
De cuidar e de regar
A tua flor ficou sem cor e sem valor
O teu jardim empobreceu
A semente secou e não vingou
O amor perfeito murchou no meu peito
O meu coração chora insatisfeito.
Não há jardim sem amor
Nem flores sem odor
Sacode a poeira do teu rosto
Limpa as lágrimas de desgosto
Deixa o orvalho entrar na terra
Na semente que germina
E sente o aroma das violetas
Que tal como os poetas
Alimentam no perfume das pétalas
A essência da sua alma.
Vou correr entre os lírios
Sentir a beleza do desabrochar
De cada folha de veludo
Que cai no meu corpo mudo
Rendida ao prazer de te tocar.
Como é delicada aquela hortência
De cor forte, frágil de aparência
Envolvo os sentidos em cada fragância
Na arte de observar com elegância.
Cada canteiro é um pedaço de mim
Cada flor é um sonho cultivado
Cada folha um poema que não será rasgado
Este jardim é o meu coração enamorado.