Ser

ser

Na incerteza de estar certa serei breve
As palavras foram caindo ao de leve
O sonho foi-se perdendo de mim
A alma desprendeu-se do corpo sem fim.

O sentimento baloiça desorientado
Tal como o sentido desalinhado
Não aprendi a ser o que não sou
A fingir o que sinto e onde estou.

O pensamento refugia-se na essência
Na verdade que mora na minha consciência
Nada mais me importa que a identidade
Do ser que desperta em mim felicidade.

1 thought on “Ser

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.