O Mar

o mar

Imensidão azul
Visão que se perde no infinito
Pensamento que flutua aflito
À deriva entre o norte e sul
Pela busca de algo imaginário
Desconhecido no teu abecedário.

Horizonte perdido entre o céu e a terra
Reflexo de vida na maré inconstante
Procura de algo ausente e distante
Consciente que se perde e se erra
Tantas vezes a minha alma navega
Até encontrar quem a sossega.

O além de outros tempos
Riqueza, poder e fama
Tesouro escondido que ninguém reclama
Entre mitos, lendas e passatempos
Estão os piratas fortes e destemidos
Que até hoje mergulham nos teus bramidos.

Calmo e sereno
Forte e turbulento
Quantas vidas deitadas ao relento
Na busca de encontrar o amor pleno
És Confidente de amor e paixão
Para muitos uma fonte de inspiração.

Incógnita a decifrar
Segredos guardados no teu abismo
Junto das sereias e em profundo misticismo
Sentes os queixumes no seu ondear
Enquanto reflete o brilho fulgente
No paraíso perfeito e ardente.
O Mar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.